Dica | Alimentação
Sal: entenda as diferenças e faça a melhor escolha
Por Simone Biacchi Prass. Visualizada 75 vezes.

Segundo a indústria Brasileira, a população está consumindo, em média, 15g de cloreto de sódio diariamente, principalmente através da ingestão de alimentos industrializados. Países industrializados consomem cerca de 8 a 9g/ dia. A recomendação da Sociedade Brasileira de Cardiologia é de, no máximo, 5g de sal/ cloreto de sódio por dia. Porém, o problema está na escolha que a maioria da população faz pelo sal refinado.

Em 2010, projeto proposto pelo Ministério da Saúde, ANVISA e entidades da indústria alimentícia tinha o objetivo de reduzir o consumo de sódio dos brasileiros a menos de 2000mg/pessoa/dia até 2020. Mas, a solução não está somente aí. O que a população brasileira precisa reduzir verdadeiramente é o consumo de PRODUTOS INDUSTRIALIZADOS, com altos teores de carboidrato refinados, gordura hidrogena e sal refinado, elementos o têm grande influência no agravamento de doenças crônicas não transmissíveis, como hipertensão arterial, diabetes tipo 2, dislipidemias e doenças coronarianas.

Estão na lista os seguintes produtos: pães (francês, de forma, bisnaguinha), caldos e temperos, laticínios (bebidas lácteas, queijos petit suisse e mussarela, requeijão), biscoitos (cream cracker, recheados, maisena), margarina, embutidos (salsicha, presunto, hambúrguer, empanados, linguiça, salame, mortadela), macarrão instantâneo, bolos (bolos prontos e misturas para bolo), snacks (batata frita, salgadinhos de milho), derivados de cereais, refeições prontas (pizza, lasanha, sopas).

O importante é EVITAR AO MÁXIMO ESSES ALIMENTOS. O nosso paladar é totalmente adaptável, portanto a SUBSTITUIÇÃO DO SAL REFINADO POR OUTROS TIPOS DE SAL MAIS RICOS NUTRICIONALMENTE deve ser feita de forma gradual. Atualmente, está mais fácil encontrar outras variedades de sal, como o sal marinho e o sal rosa ou sal do Himalaia, variedades que, ao contrário do sal refinado, possuem outros minerais como bicarbonato, potássio, magnésio e cálcio.

ENTENDA AS DIFERENÇAS

– Sal de Cozinha ou “refinado”: é o mais utilizado na culinária. O iodo foi adicionado ao sal pela primeira vez em meados de 1920 para combater uma epidemia de hipertireoidismo e o bócio. Ele é processado para remover impurezas (e reduzindo significativamente os teores de minerais), preservando somente dois deles: o Cloreto e o sódio. Por ter uma textura fina pode ser misturado de forma mais homogênea. Um grama tem 400mg de sódio.

– Sal light: redução no teor de sódio com 50% de cloreto de sódio e 50% de cloreto de potássio. Indicado para pessoas que têm restrição ao consumo de sódio. Entretanto, indivíduos com doenças renais não devem utilizá-lo.

– Sal marinho: Obtido a partir da evaporação da água do mar, o sal marinho não contém aditivos químicos e não passa por processo de refinamento. Assim, preserva grande parte de todos os microminerais e nutrientes que costumam ser removidos durante o processo de secagem e refino utilizado para produzir o tradicional sal de mesa. Porém, pode conter traços de metais pesados presentes devido à poluição da água do mar.
Um grama contém cerca de 420mg de sódio. Pode ser grosso, fino ou em flocos. Dependendo da região que é retirado e da composição de minerais pode ser branco, rosa, preto, cinza ou de uma combinação de cores. E é exatamente por não sofrer nenhum tratamento térmico ou químico que o sal marinho mantém sua coloração natural.
O sal grosso utilizado para churrasco é um tipo bastante comum de sal marinho que passou por processo de moagem (procedimento que apenas reduz o tamanho dos cristais de sal), mas não por tratamento químico.

– Sal rosa do Himalaia: Não é retirado diretamente do mar, pois é extraído de depósitos milenares nas cadeias de montanhas do Himalaia. É livre que qualquer impureza ou contaminação.
Sua cor é naturalmente rosa por ser rico em cálcio, magnésio, potássio, cobre e ferro.
Um grama contém 230mg de sódio. Por ser rico em outros minerais, É A MELHOR OPÇÃO PARA O USO.

– Flor de sal: Contém 10% mais de sódio, na elaboração são utilizados apenas os cristais retirados da camada superficial das salinas. Sabor mais intenso e textura crocante, indicado acrescentar após a preparação do alimento. Um grama contém 450 mg de sódio.

– Sal Defumado: acinzentado, é defumado sobre chamas da madeira, dando sabor especial quando adicionado às preparações. Um grama contém cerca de 395mg de sódio. Mas assim como outros alimentos que passam pela defumação, pode conter substâncias nocivas advindas desse processo.

– Sal do Havaí: coloração rosa avermelhada por causa da presença de uma argila havaiana chamada Alaea, rica em dióxido de ferro. Um grama possui cerca de 390 mg de sódio.

– Sal da Índia ou Negro: a presença de composto sulfúrico e ferro confere um sabor sulfuroso. Um grama contém 380 mg de sódio.

» Dicas Para Cortar Algumas Calorias do dia a dia
» A importância de cada nutriente – Proteína
» Dicas nutricionais para melhor aproveitamento dos nutrientes dos al...
» 8 motivos para você beber mais água
» Dicas para comprar alimentos de qualidade


Comentários
Atenção: Este espaço deve ser usado apenas para comentários, para perguntas utilize o formulário do link Fale Conosco.

Nome
E-mail (não será divulgado)

Comentário

* Todos os campos são obrigatórios

Nenhum comentário foi enviado ainda, seja o primeiro...


Eventos | Fale Conosco | Links | Login | Newsletter | Notícias | Política de Privacidade | Top 10
Todos os direitos reservados. A cópia de parte dos textos é permitida, desde que cite a origem.
Desenvolvido por FP2 Tecnologia